Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

II - IMAGIOLOGIA - CASOS CLÍNICOS

 

IMAGIOLOGIA
 
Um dos principais meios complementares de diagnóstico nesta área da Medicina Dentária.
 
RADIOLOGIA
OS PRINCIPAIS TIPOS E MÉTODOS APLICADOS NA ÁREA 
DA
MEDICINA DENTÁRIA
 
PLANOS DE ORIENTAÇÃO ESPACIAL:
 
 
 
A - Radiografia postero-anterior do crânio.
 
B - Tomografia em planos frontais ou coronais.
 
C - Cortes tomográficos em planos longitudinais ou sagitais.
 
D - Planos do espaço:
  1. Frontal ou Coronal,
  2. Longitodinais ou Sagitais,
  3. Horizontal ou Axial,

Estes são os três planos utilizados em estudos tridimensionais, tais como  a Tomografia Axial Compotorizada (TAC) ou a Ressonância Magnética (RN).

 

RADIOLOGIA, OS SEUS VÁRIOS TIPOS:

  • INTRAORAIS:

          - Quer pelo sistema tradicional, captação em película, que depois vai ser processada automáticamente em máquinas próprias ou manualmente em banhos reveladores e fixadores, quer pelo sistema digital, captadas por uma câmara intraoral que vai de imediato fazer o seu processamento num computador através dum software próprio, vulgarmente designadas por RVG (Rádio-Visio-Grafia):

 

          1 - Apical;

          2 - Bite-Wing;

          3 - Oclusal.

  •  EXTRAORAIS:

          - Quer pelo sistema tradicional em película, quer pelo sistema digital:

 

 

          1 - Ortopantomografia Facial ou Panorâmica,

          2 - TAC (Tomografia Axial Compotorizada),

          3 - Telerradiografia,

          4 - Ressonância Magnética,

          5 - Artografia,

          6 - Sialografia.

 

 

 

Panorâmica com bolas de aço de 5 mm para avaliação do grau de distorção do ortopantomógrafo.

 

 

  

Grau de Distorção: 1,40

 

  

Caso nº3763 - AIPC, 23 anos - Sexo :F - Agenesia dos 5ºs inferiores - Regeneração aos 3 mêses e colocação de coroas implantossuportadas aos 6 mêses.

 

Ortopantomografia inicial 

 

Aspecto antes da extracção do temporário existente e algum tempo após a regeneração para a colocação de implante. 

 

Ortopantomografia final onde é visivel a reabilitação das agenesias dos 2ºs pré-molares inferiora com coroas sobre implantes.

 

 

Caso: 3069 - ASR - Sexo:F; 44 anos - Doença Periodontal.

 

 

 

Caso nº 1529 - DSA - 59 anos; Sexo: M - Doença Periodontal - Bolsas e fracturas radiculares.

 

 

De notar as bolsas e embora um volume ósseo da mandibula razoável o nível da crista encontra-se nas regiões posteriores abaixo das furculas.

 

Aspecto de bolsas e fracturas radiculares dos molares superiores.

 

Caso nº1769 - EMCRA - 51 anos; Sexo: F - Doença Periodontal. Fractura por trauma oclusal.

 

Fractura a nível da crista óssea da bolsa por trauma oclusal do 2º pré-molar inferior direito. 

 

Caso nº2870 - EFR - 52 anos; Sexo: M - Caso periodontal grave que atingia particularmente a arcada superior levando à perda de todos os dentes dessa arcada.

 

 

Aspecto das  bolsas do molar e pré-molar do 1º quadrante

 

Caso nº3369 - EFSAM - 39 anos; Sexo: F - Caso de bolsas dos incisivos centrais inferiores aparentemente por trauma oclusal e má higiene.

 

 

Caso nº505 - APFFSL - 38 anos; Sexo:F - Caso em que para além do desdentamento se pode verificar a existência  de um SISO INCLUSO EM POSIÇÃO INVERTIDA, no 1º quadrante e no 3º quadrante presença de fios de osteo-sintese por ocorrência de fractura mandibular em acidente.

 

 

Caso nº1937 - EMVM - 34 anos; Sexo: F - Este caso era um problema ortodôntico de tipo Classe III, que dada a sua complexidade na altura (1990) foi enviada à Ortodontia pura, onde lhe fizeram a correcção traccionando o canino retido no 1º quadrante, colocando-lhe os restantes dentes na posição estéticamnete aceitável, mas não tocando no canino do 2º quadrante nem no pré-molar do 3º quadrante inclusos.

 

 

Ortopantomografia inicial em 1990

 

Ortopantomografia de 2003, onde se pode observar o arranjo dos dentes da arcada superior e inferior, com a canino do 1º quadrante colocado mas a persistência do canino do 2º quadrante e do segundo pré-molar do 3º quadrante inclusos. Nesta altura referiu-me notar sintomatologia e desvio dos centrais superiores. Foi-lhe proposta a extracção por nós do canino incluso.

 

  

Rx-Rvg antes da cirurgia 

 

Caso nº324 - HMFMP - 51 anos; Sexo: F - Doença periodontal grave

 

 

Caso nº 3609 - JFM - 62 anos; Sexo: M - Doente com desdentamento posterior dos 4 quadrantes, com caries multiplas das zonas de colo dos dentes em particular dos superiores, canino do 4º quadrante incluso e molar do mesmo quadrante com cárie de raiz e processo periodontal. De notar ainda o pouco osso nas zonas desdentadas do maxilar superior, o que se deve à reabsorção centrípta do osso maxilar e expansão centrifuga dos seioa maxilares. Este caso vai aparecer noutras áreas como exemplo de regeneração óssea e reabilitação com coroas totais cerâmicas dos dentes presentes e pontes cerâmicas nas regiões posteriores sobre implantes.

 

 

 

Caso nº3840 - JMPC - 40 anos; Sexo: M - Um caso de má oclusão e já com problemas periodontais avançados, havendo trauma oclusal por interferência com o canino inferior direito de que resultou fractura do mesmo pelo 1/3 médio da raiz, após ferulização insuficiente por colega, que não cuidou do respectivo alivio oclusal.

  

 

 

Caso nº3775 - JATPSB - 68 anos; Sexo: F - Aspecto de um caso complexo com múltiplas lesões apicais em dentes pilares de prótese e também de um implante e com grande quisto na região entre lateral e canino superiores esquerdos para além de restos radiculares. Este caso foi tratado por nós com desdentamento total da arcada superior, remoção de todas as lesões apicais e regeneração óssea, sendo reabilitada com prótese total imediata e mais tarde se o assim entedesse poder ser reabilitada com Prótese Total sobre Implantes.

 

 

 

Caso nº 3768  - LM -  69 anos. Sexo: F  - Extrusão Dentária por Desiquilibrio Oclusal

 

 

 

 

Caso nº2720 - MACC - 69 anos;Sexo: F - Caso de uma doente que vinha para fazer uma reabilitação protética e que ao fazermos a Orto descobrimos a existência de um canino do 2º quadrante incluso e com grande lesão quística.

 

 

 

Caso nº3691 - MAPM - 79 anos.Sexo: F - Odontoma da Raiz do 4.3.

 

 

     

 

Caso nº3692 - MMLC - 15 anos. Sexo: F - 2.3 Incluso antes e depois da cirurgia.

 

 

                                                   

 

Caso nº3593 - MLR - 57 anos. Sexo: F - Fase final da REABILITAÇÃO com prótese FIXA DENTOSSUPORTADA E IMPLANTOSSUPORTADA

 

 

Caso nº3437 - PEMO -  20 anos. Sexo: M  -  Má Oclusão Classe III, Traumatismo do Bloco Incisivo Superior por queda e Reabilitação com Prótese Fixa. 

 

Ortopantomografia de 2000 (inicial) 

 

 

Controle em 2003, 1 ano após a colocação da Prótese Fixa Dentossuportada, podendo se observar os parafusos fixadores das placas de osteo-síntese usadas quando da Cirurgia Maxilo-Facial.

 

Controle em 2004

 

Caso nº1255 - RMCM -  20 anos. Sexo: M  - Agenesia dos 2 laterais superiores.

 

 

Ortopantomografia de 12-02-1988, onde se verifica uma dentição mista e a ausência dos 2 laterais superiores. 

 

Ortopantomografia de 05-04-1994, já com dentição definitiva e o espaço dos laterais superiores mantido, ainda se verfica a presença do 62 (lateral temporário esquerdo)

 

Ortopantomografias de 24-03-2000, espaço para os laterais mantido pelo uso de prótese removível. Caso reabilitado com Ponte Metalo-Cerâmica de canino a canino.

 

Caso nº 2914 - JERQ - 23 anos. Sexo: M - Uma boca Sã 

 

Ortopantomografia de 26-10-1995, onde se verifica dentição mista, com erupção normal dos dentes definitivos.

 

Ortopantomografia de 05-08-2004, verifica-se a correcta colocação dos dentes definitivos inclusive dos sisos.  

 

 

TAC EM DENTASCAN

 

 

TRÊS DIMENSÕES

 

 

Exame Radiológico - TAC 1

 

A figura anterior representa os cortes em planos horizontais do maxilar superior, de um TAC que como já referimos é um exame tridimensional.

 

Exame Radiológico - TAC 2

 

A figura anterior representa a continuação dos cortes em planos horizontais do maxilar superior, de um TAC que como já referimos é um exame tridimensional.

 

Exame Radiológico - TAC 3

 

A figura anterior representa os cortes em planos sagitais do maxilar superior, de um TAC que como já referimos é um exame tridimensional.

 

Exame Radiológico - TAC 4

 

A figura anterior representa os cortes em planos coronais (equivalem a várias ortopantomografias) do maxilar superior, de um TAC que como já referimos é um exame tridimensional.

 

Exame Radiológico - TAC 5

 

 

 

POTENCIALIDADE DO TAC NA ORIENTAÇÃO DO TRATAMENTO IMPLANTAR

 

PLANEAMENTO DO TRATAMENTO E POSSIBILIDADE DE ANTECIPAR QUER A CONCEPÇÃO DE GUIAS CIRÚRGICAS IMPLANTARES QUER DE PRÓTESES DE CARGA IMEDIATA SOBRE IMPLANTES, SEGUNDO O "SISTEMA NOBEL GUIDE".

 

REABILITAÇÃO SOBRE DENTE vs IMPLANTE

 

 

No fundo a imagem anterior demonstra-nos que a concepção de reabilitação é a mesma, o que muda é o apoio que em vez de ser na raíz é no implante (à esquerda dente normal e à direita dente implantado).

 

 

Esquema dos passos a seguir numa reabilitação implantar pelo "Sistema Nobel Guide".

 

 

Orientação da colocação dos implantes por goteiras obtidas segundo o referido sistema, a primeira um caso, "All-on-4", ou seja prótese total apoiada em 4 implantes especiais, e a segunda para orientar a sequência de brocas para a colocação de um só implante. 

 

Em contraste com o sistema de orientação guiado por computador este é um exemplo de mapeamento manual para a determinação de colocação de um ou mais implantes.

 

Colocação de ponte de 3 elementos, em 3 implantes, orientados por goteira de confecção computorizada.

 

 

REABILITAÇÃO PROTÉTICA ORIENTADA VIA SISTEMA CAD

 

   

 

 

 

 

 

 

CAD - PLANO DE TRATAMENTO A 3D

 

A explicação é simples: em cima podemos observar a maquete dum maxilar superior, criada em polímero através dos dados de um TAC do mesmo, tratado em computador, sobre o qual serão rigorosamente criada uma guia cirúrgica (a azul) que é fixada na boca através de 3 parafusos (um frontal e um de cada lado, por vestibular), e em que os sitios de entrada e direcção dos implantes são rigorosamente traçados na mesma conforme a anatomia especifica do maxilar.

 

publicado por clinicadrsilvioribeiro às 17:31

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. INVOLUÇÃO DA SAÚDE ORAL N...

. A PRIMEIRA VISITA AO MÉDI...

. O QUE SE ENTENDE POR MEDI...

. PROGRAMA PREVENIR EM SAÚD...

. SAIBA COMO CUIDAR DA SUA ...

. GUIA DE HIGIENE ORAL (*) ...

. BRANQUEAMENTOS DENTÁRIOS

. DISCIPLINAS DENTÁRIAS - I...

. I - MEDICINA ORAL - INTRO...

. MEDICINA ORAL - 01 - INFE...

.arquivos

. Novembro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Contador


Myspace Layouts
blogs SAPO

.subscrever feeds